sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Soltai Poetas...


(Imagem da Net)



Soltai poetas,
de vossas gargantas ressequidas
o grito rouco
uníssono e enfurecido
da vossa loucura inofensiva.

Soltai poetas,
de vossas línguas afiadas,
as palavras preferidas
e vociferai às mentes negativas
o seu patético poder!

Soltai poetas,
de vossos corpos esguios,
as asas da imaginação,
dançai, libertai desafios
ecoando no vazio do salão.

Soltai poetas,
de vossas metáforas conseguidas,
os prodígios por dizer
e dizei com a coragem precisa
o que aos outros falta saber.

Soltai poetas,
de vossas almas esquecidas,
a chama ardente sempre viva
e cantai de vossas dores contemplativas
a dor que só os poetas sabem ter!


3 comentários:

Paulo Viana disse...

Ouvi, Poetas, o coração de Portugal, em versos.
Lindos, seus poemas, Isabel.

Paulo Viana

Isabel Branco disse...

Paulo

São meus poemas pequenos pedaços da gigantesca alma que se chama Poesia...
Obrigada e volte sempre.
Um abraço,
Isabel Branco

Melanie disse...

Poetas são todos aqueles que amam e sentem as grandes verdades e as dizem...dizes o que sentes..o que te vai na alma e fazes sentir...obrigada amiga
Bjo