sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Luzes da Ribalta

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008



video



Fecho os olhos!
Não penso em mais nada...
Deixo que a música
invada os meus sentidos
e se embrenhe empolgada
na minha alma e no meu ser.
Em bicos de pés
rodopia como a bailarina
na sua graça de cisne
na lágrima furtiva
que o pobre palhaço esconde.
Ambos, de despudores despidos
se abraçam nos sonhos
no enlace musical
das Luzes da Ribalta.
Olham-se, tocam-se...
Sentem-se e se entregam
em arrebatado contentamento.
Como pode isto acontecer?
Que anel mágico de fogo
une dois seres na distância?
Numa carícia acontecida,
no toque quente dum beijo
envoltos num único desejo
de, um ao outro, se saberem,
assim, se enleiam até amanhecer.
Aos acordes do piano se confina
o som da magistral melodia
e percebo, então, maravilhada
que em orgasmo de prazer
a volto a ouvir vinda doutra dimensão
e, nos ecos que vibram ainda
na minha cabeça estonteada,
a dou, em tal poder,
por jamais terminada.
Como pode isto acontecer?
Oiço as Luzes da Ribalta
e, mais nada...


(Charlie Chaplin - foto da Net)


Etiquetas: Filmes Favoritos;Músicas e Canções da Minha Vida;Meus Poemas
Publicada por Isabel Branco @ 23:40

Sem comentários: