quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Outra Manhã de Janeiro


(Imagem da Net)



No prenúncio da tempestade
que o mar fustiga,
cedo, esta manhã, as gaivotas
bailam nos céus de Lisboa
e dos jardins fazem palcos,
alheias ao trânsito e à confusão.
Assemelhando-se a pequenas ilhotas
agrupam-se, no terreno, as bailarinas.

Ei-las... que, num repente,
levantam voo num aceno!
Uma ou outra faz dum candeeiro
o alto mastro da canoa,
atenta no seu posto de observação.
Outras, em contradança,
andam de cá para lá
flutuando graciosas, femininas...

O vento rege a orquestra
e sopra enfurecido,
emprestando à cidade
os sons gélidos da invernia.

Viúvas, carregadas de luto,
choram as nuvens, copiosamente.

Debandam as pobres interinas!...

A este cenário de exílio e de pranto
condoído meu coração
acrescenta o seu lamento,
esfria e se abriga
desta agressivo e deprimente,
infindável mês de Janeiro.




12 comentários:

Paula Raposo disse...

Lindo!! Muito lindo. Senti tudo o que escreveste! Muitos beijos.

Isabel Branco disse...

Paula

Uma nostalgia pela manhã... felizmente a tarde está menos triste.

Um beijinho.

manzas disse...

Interessante blogue,
Gostei e voltarei...

Sem nada saber
Sem nada dizer
Sem nada falar…
É um simples ser
Que expõem o seu pensar
Proferindo a frase certa…
Ao descrever o seu ver
Distingue-se ao escrever
Como um louco poeta

O abraço…

Isabel Branco disse...

Manzas

Bem vindo a este espaço e volta sempre.
................
Um verso...um poema...surgiu
e o poeta suspirando sorriu,
simplesmente, porque ouviu
o que já sabia e sempre viu!

......................

Um abraço.

OUTONO disse...

O exílio da tua escrita...soa-me a ansiedades positivas.

Sabores mesclados de azúis marcantes...

Saudades de sóis apaziguadores...

Beijinho

Isabel Branco disse...

S enhor da vida e fonte do renascimento,
O uro és, derramado e reflectido sobre a Terra,
L uz e Poder do Altíssimo sobre a Criação!

Outono

Sol e Água para mim são Deus e vida que se derrama. Sem eles definho e amarguro.

Um beijinho.

manzas disse...

Obrigada pelo comentário, fico grato...

Perfeito…

Passei para desejar um óptimo fim-de-semana…

O eterno abraço…

Rosa dos Ventos disse...

Por aqui não há gaivotas...
Há sim lágrimas que caem do céu a juntarem-se às que derramamos em terra!
Terrível mês de Janeiro...

Isabel Branco disse...

Manzas

Gostei do seu blog e dos seus poemas que são lindos e sentidos.
Grata pela partilha.

Bom fim de semana e um beijinho.

Isabel Branco disse...

Rosa dos Ventos

Grata pela visita.

Chora toda a natureza
lágrimas de frio e de dor
Vive Janeiro a incerteza
dos dias sorridentes de calor...

Um beijinho.

ailedazav disse...

IBranco!!!

Adoro...

Se Gosto...
Teu modo de dizer
é sentir...
do meu VIVER!!!

"Outras, em contradança,
andam de cá para lá
flutuando graciosas, femininas..."

Bjão

sempre
aileda/adeliavaz

Isabel Branco disse...

Aileda

Uma optima semana para ti. Parece que hoje e amanhã uma réstia de sol surgirá para nos animar e quem sabe inspirar.

Um beijinho.