terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Declínio


(Imagem da Net)


Destemperada a besta se solta
em sua demoníaca cavalgada.
Ao vento acena a crina revolta,
arfando da extensa caminhada.

Pretenso garanhão da récua,
precocemente envelhecido,
morre exausto, muito antes da égua,
no seu orgulho de macho ferido.

Pasta manso, o arrogante,
no declínio dos seus garbosos dias
de quixotesco rocinante.

Vã glória! Sem o gozo das loucas orgias,
jaz, da correria alucinante,
inerte de suas pujantes histerias.


8 comentários:

Rosangela Neri disse...

Oi, passei para bisbilhotar seu blog... gostei muito!

beijinhos da Rô

www.maistrinta.com

Paula Raposo disse...

Vã glória!! Gostei do teu soneto. Forte. Beijos.

Rosa dos Ventos disse...

É mesmo!
Os cavalos também se abatem!

Abraço

Isabel Branco disse...



A sua foto lembra-me eu quando mais jovem... quanta parecença!
Bem vinda e volte sempre.

Um beijinho.

Isabel Branco disse...

Paula

Por mais fortes e belos que sejamos, um dia envelhecemos, engelhamos e fenecemos. Que ninguém se iluda!...

Um beijinho.

Isabel Branco disse...

Rosa

"O cavalos também se abatem" com Jane Fonda, lembro-me bem! Grande filme e grande lição...
A vida é um concurso de dança...
Primeiro a frescura, a juventude, a vontade de vencer e conquistar o mundo... Depois, uns vão ficando pelo caminho, exaustos, desesperados, vencidos... a sua derrota é o caminho para vitória doutros. Não estamos sozinhos e temos que nos estimular a nós e a quem dança connosco para seguir em frente. Porém...o fim é sempre o mesmo, a MORTE.
Durante a competição apenas acumulámos momentos, memórias e pequenas conquistas...que, na maioria das vezes nem soubemos saborear e aproveitar.

Um beijinho

ailedazav disse...

Olá, IBranco (Minha Poetisa azulinha)

Se Gosto...

" VIDA é BELA!!! Viver é a ARTE de ser...

Bjão

Isabel Branco disse...

Aileda

A vida é a vida... nada mais belo que vivê-la.

"Não acrescente dias a sua vida, mas vida aos seus dias."
Harry Benjamin

Um beijinho,

Isabel Branco