quinta-feira, 2 de abril de 2009

Sossega Leoa!

"Espinheira ao Pôr do Sol"


SOSSEGA LEOA!

acampada no DESERTO...
triste, sozinha
crestada do vento
abriGada na Espinheira
sem dar pelo tempo
magoada de rinha
sente-O tão perto...

qual leoa ferida
s'arrima à soliDão
r(o)uge de raiva
activando o IONA
lembuza-se de laiva
saciando a razão
de ser preterida

da alva... a manhã
abre-se amena
entre lençois de linho
longe marulha seu MAR...
acorda no seu ninho
desperta serena
Leoa: sonho tam-tam...



de:aileda/adeliavaz
Para Ti, Minha "Poetisa Azulinha"
meu tempo...
com cheirinho a Namibe.

3 comentários:

Clotilde S.(canela_e_jasmim) disse...

Parabéns pelas suas escolhas e pelo seu bom gosto. Gostei de a visitar.
Um beijinho

Isabel Branco disse...

Clotilde S.

Obrigada pela simpatia e pela visita. Também já dei uma vista de olhos pelos seus blogs e numa observação rápida fiquei bastante agradada com os mesmos. Com mais calma e tempo voltarei e deixarei o meu comentário.

Um beijinho.

Isabel Branco disse...

Aileda,

minha irmã de África
minha chará das letras
minha amiga do coração,

Ah! Leoa...quanta garra!
quanta força, quanto mar...
quanta ternura que em reticências
do sortilégio nos traz a memória que ainda nos faz sonhar!...

Ah! Leoa...quanto "cazumbi"
ou feitiço como dizem por aqui...
quanto mato, quanto chão
nesse teu odor de selva
nos alimenta ainda a ilusão
da felina anhara
pela nossa vida fora...

Beijinho grande