quarta-feira, 6 de maio de 2009

Envelheceres


(Imagem da Net)



Correm águas sobre pontes movediças!
Rouba-nos o tempo a beleza e a forma
cerceando-nos do vigor e vitalidade...
São os olhos agora janelas quebradiças
do castelo que se desmorona e disforma
na célere passagem da idade!

Esvai-se o sangue em aguado fluido!
As cãs branqueiam entre os azuis de sonho
no jogo duplo da mentira e da verdade.
Apodrece ressequido o fruto proibido
ao inverno que, gélido e tristonho,
se anuncia à comum humanidade.

Alinham-se as gavetas da memória,
perfiladas entre o passado e o agora
na sombra da perdida oportunidade.
Reescreve-se, mil vezes, a história
e cada ano sabe a silêncio e a hora
mascara-se em molduras com a realidade.

Magoam as pedras soltas, arremessadas!
Pedaços de alma ferida florindo
na inevitável poesia da saudade...
Pelos caminhos, sulcos, veias traçadas,
rugas sábias nos ossos esculpindo
a inegável magia da eternidade!



4 comentários:

Tétis disse...

Isabel

Mais um lindo poema com que nos presenteias.
Rico em imagens, cores, sons, belas metáforas com que nos falas dos "envelheceres". Cada um de nós tem, no meu entender, o seu próprio envelhecer.

Recordo umas frases precisamente sobre este tema mas cujo autor não consigo, de momento, lembrar o nome. Dizem mais ou menos isto: As pessoas não envelhecem pelo passar dos anos, mas por abandonarem os seus ideais. O passar do tempo pode enrugar a pele, mas é o abandono dos ideais que lhes enruga a alma.

Um beijo.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Envelhecer é deixar o espírito amadurecer...

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

Isabel Branco disse...

Tétis

Como dizia Fernando Pessoa:

"Não importa se a estação do ano muda...
Se o século vira, se o milênio é outro.
Se a idade aumenta...
Conserva a vontade de viver,
Não se chega a parte alguma sem ela."

Um beijinho.

Isabel Branco disse...

Rebeca

Assim é. Um pouco como o vinho do Porto. Ganha corpo e espírito com a idade.

"O segredo é não correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você."
Mário Quintana

Um beijinho.

Isabel Branco