segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Borboletas Azuis



(Imagem da Net)



Processo cada imagem
que se esbate na memória,
cada fugaz instante,
cada inesquecível viagem,
cada gesto flagrante
da minha, da nossa história...

Certezas poucas
entre tantas incertezas...
Entre silêncios e distâncias,
saudades loucas...
Alegrias, mágoas e ânsias
entre tantas tristezas!

Liberto-as ao vento
qual ágeis borboletas
em mistérios de azul...
E, nelas, me acorrento,
sem norte, nem sul,
em fatais piruetas...

Duvido da verdade,
do senso, da razão:
Se alguma vez aconteceu,
ou se nem foi realidade;
Se alguma vez foste meu,
ou se és fruto da minha imaginação...


4 comentários:

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Isabel!

Duvido da verdade,
do senso, da razão:
Se alguma vez aconteceu,
ou se nem foi realidade;
Se alguma vez foste meu,
ou se és fruto da minha imaginação...

É uma dúvida pertinente porque quando o amor atinge uma certa intensidade, ele ativa e aprofunda a imaginação.

Beijos e ótima semana pra ti e para os teus.

Furtado.

Isabel Branco disse...

Caro Furtado

Assim parece...quando tudo se confunde e já nada se define!!!!
Um beijinho

... disse...

Olá, também escrevo poemas e tem um livro pronto, gostaria de algum auxílio e dicas de como publicá-lo.

Meu comentário:
"No bater de asas,
o pó dourado há de cair,
são brilhos foscos entre suspiros tolos,
são fibras fracas a levantar o vento.

São só borboletas me dançando entre pensamentos,
só é sinapse divergindo meu sentimentos,
é só um sonho ou foi sentimento?"

Muitos beijos!

Isabel Branco disse...

...
Não é fácil publicar, se não surgir um editor que reconheça o nosso trabalho. Podemos também recorrer à publicação pagando antecipadamente por um número determinado de livros, mas estamos sujeitos a não conseguir vendê-los.
Já editei 2 livros (como podes ver no meu blog)e tenciono voltar a publicar brevemente, mas felizmente tenho um editor. Mais difícil ainda, é o lançamento dos livros nas livrarias, sendo melhor vendê-los directamente entre amigos e conhecidos e passando a palavra. Em sendo poesia mais dificil se torna.

Boa sorte e boas vendas, pois a determinação é meio caminho para alcançar o sonho.

Um beijinho.