terça-feira, 27 de outubro de 2009

Sob a Neblina


(Imagem da Net)



Misto de ternura e melancolia
um manto branco de neblina,
denso, cobre agora a cidade.
O sol pardo, impenetrável,
ausente da manhã fria,
deixa, em mim, a saudade,
da esplendorosa colina
que teu olhar reflectia.
E a minha alma vazia,
(outrora alegre e menina),
transparece a cor infindável,
estranha, opaca, ferina,
duma solidão insustentável!


Destaque da Semana




Nova Pangeia de Letras

foi esta semana seleccionado com este belíssimo e intenso selo.

É uma honra receber este selo de destaque da semana por parte do Eduardo Marculino e do seu fantástico e tão interessante Blog cultural
"História Viva".

Um beijinho.


sábado, 24 de outubro de 2009

Parabéns Eduardo... Parabéns Adão...

Parabéns Eduardo...meu grande amigo Ed...ombro, mar e inspiração das horas precisas...

Parabéns, também para ti, Adão...eterno companheiro das letras e das coisas belas da vida...

Escorpião


reabre um novo ciclo e reina no seu espledor como se pode confirmar em:

http://www.misteriosantigos.com/escorpiao.htm

(página interessante que tu Ed gostarás de ler, até pelas leituras sugeridas).

Um dia, aliás, um ano muito feliz, cheio de saúde e alegrias.



Um grande beijinho.



sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Plúmbea...


(Imagem da Net)


De novo a chuva...
O Inverno, a semente
e a terra que gira,
que sente...

Encharcada...fértil
como útero de gente!

Olhos marejados
na cinza penumbra
e uma gaivota plana
num aceno de lonjura...

Duma janela fechada
sem limite, sem horizonte,
com ela, a alma voa no ardil
da tarde feia e escura...

Parte...triste, plúmbea,
escusa e de amor ausente!
Assim... perdida, indiferente,
à paisagem se mistura!

Ah! Destino amargo e vil!...
Se amor bastava, somente!



terça-feira, 20 de outubro de 2009

FIM


(Imagem da Net)


Adormeci no tempo das pitangas
a lágrima farta que o vento arrasta.
Vagueei nesse agreste deserto
que no meu sonho perdura.
Descalça, incauta
pisei as tórridas areias,
as dilacerantes pedras,
tapete e mar do meu caminho.
Entre as luzes da ribalta,
ah!...coração como me enganas...
(tão longe e tão perto,
das loucas vozes que semeias),
na senda duma simples travessura
quedei-me em profunda melancolia,
num arabesco desenhei a palavra fim
e morri, devagarinho, dentro de mim...



terça-feira, 13 de outubro de 2009

Sem Rumo





Sem rumo,
louca,
na poeira das estrelas,
na cauda dos cometas,
adormeci.
Ciranda de pedra
transformada
mil sóis de ouro
reflecti.

Sem rumo,
rouca,
na brisa do tempo,
no beijo eterno do mar,
aflui.
Despida, Fedra,
amaldiçoada,
galáxias de luz
esqueci.



Prémio Dardos - pela 2ª vez



É com prazer que recebo, novamente, o prémio Dardos que, desta vez, me chega pelas mãos de Eduardo Marculino de História Viva -

http://historianovest.blogspot.com/


Apesar das regras que são a divulgação de quem o oferta e a transmissão de testemunho por outros 15 blogs que possamos considerar merecedores do mesmo, oferto-o a todos os blogs com os quais mantenho uma relação de amizade e respeito e que de uma forma ou de outra se distinguem quer na poesia, quer noutras formas de expressão ou outros campos da arte .


Obrigada e um beijinho a todos.



domingo, 11 de outubro de 2009

Pressentir...




Chegaste trazido pela mão de Deus
cativando meu espírito
e adoçando o meu sentir.

Cruzaste o meu destino,
cavaleiro andante das histórias,
testemunhando o momento e o poema.

Partilhaste memórias, ideais,
vinculando a tua mágica filosofia
para lá das janelas virtuais.

Riste menino, prazenteiro,
acenando do alto da gávea
no vislumbre do mar que nos une.

Recordaste o sortilégio, a argilosa terra,
sofrendo a angústia da saudade
do colorido chão da nossa mocidade.

Deste-me a beber da sabedoria
pelo cálice de ouro verdadeiro,
sendo e ignorando o definir.

Escondes-te, agora, no vazio,
remetido ao enigmático peso do silêncio
fechando as portas, entre nós, abertas.

Partes...Pressinto-o! Envolto em mistério...
Sem palavras, sem porquês, sem adeus,
presente num passado sem futuro!


Um Abraço



Os “amigos do Farol Chamado Amizade” - http://nuestramizade.blogspot.com/ repartem um abraço, com um pequeno desafio que consiste em responder a três perguntas:


1 - Quem mais gostas de abraçar no presente?

2 - Quem nunca abraçarias?

3 - Quem davas tudo para poder abraçar?


Em seguida devo passar esse abraço a alguns amigos escolhidos, ou permitir, alterando um pouco as regras, que outros amigos o levem também daqui.


As minhas respostas são:

1- Quem mais gostas de abraçar no presente?


Todos os que me são queridos. A ternura do abraço dá-me forças para seguir a jornada. Principalmente, as minhas filhas em cujo abraço sinto o mundo inteiro.


2 - Quem nunca abraçarias?


Os amigos da onça...Magoam e despedaçam em cada abraço.

3 - Quem davas tudo para poder abraçar?


Os que já partiram (familiares e amigos) que guardo no coração e me abraçam na saudade. Mais alguém...(não digo quem) muito especial, que estando vivo tudo faz para que o julgue morto. Abraçá-lo-ia ternamente, mesmo assim.


Um abraço a todos os amigos neste pequeno presente:



video

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Prémio VejaBlog




VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil! - disse...
VejaBlogSeleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!http://www.vejablog.com.brParabéns pelo seu Blog!!!Você está fazendo parte da maior e melhorseleção de Blogs/Sites do País!!!- Só Sites e Blogs Premiados -Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!O seu link encontra-se no item: Bloghttp://www.vejablog.com.br/blog- Os links encontram-se rigorosamenteem ordem alfabética -Pegue nosso selo em:http://www.vejablog.com.br/seloUm forte abraço,Dário Dutrahttp://www.vejablog.com.br

Dário

Mais uma vez o meu grande obrigada por estar novamente classificada como blog da semana. Muito me honra estar junto de tantos brasileiros passando a palavra e o carinho pela poesia.


Um beijinho